Read Time:3 Minute, 19 Second

Servidor do gabinete da prefeitura é 4º caso confirmado de coronavírus em Campo Grande

0 0

O Boletim Epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde) confirmou, na tarde desta segunda-feira (16), o 4° caso de paciente contaminado com o coronavírus em Campo Grande. O paciente é servidor da Segov (Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais), Robson Gatti, de 46 anos, e que está passando por tratamento em isolamento no Hospital da Cassems.

Conforme o boletim, são 33 pacientes sob suspeita da doença, 4 positivos para o Covid-19. Segundo o secretário da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), José Mauro Pinto de Castro Filho, o paciente já está passando pelo isolamento e tratamento no hospital da Capital, e a família também passará pelos exames necessários. Nesta tarde, membros da saúde do Município e Estado participam de reunião para traçar um plano de contingência em combate a pandemia do novo coronavírus.

O terceiro caso teve teste positivo para a doença hoje, sendo do empreiteiro campo-grandense André Luiz dos Santos, que estava internado no Hospital Cassems e foi transferido para São Paulo. A família dele também está passando por exames e estão em isolamento domiciliar.

Durante a reunião, o Ministério Público ressaltou que não é momento de pânico, e sim de prevenção. Segundo o secretário da Sesau, nestes três últimos dias foram feitos 63 exames nas unidades. Ele orienta que a população procure atendimento nos postos de saúde caso sinta todos os sintomas da doença, para evitar descarte desnecessário dos insumos. Caso seja necessário e o número de casos confirmados subam, cirurgias eletivas podem ser suspensas na Capital.

“Nós estamos reunidos para criar níveis de suporte, se a gente não tomar essa decisão antes vai ter que esperar acontecer para ter um plano. Nós temos que ter os planos, caso venha acontecer determinada situações”, finalizou.

Prevenção é o caminho

A prevenção ao coronavírus é simples, e serve também para a maioria dos vírus que são transmissíveis por gotículas de saliva e por contato, como a influenza. O primeiro passo é higienizar as mãos regularmente com água e sabão.

Não é preciso fazer força. Basta esfregar gentilmente as mãos com sabonete ou sabão. Não esqueça a região entre os dedos e unhas, até a altura do pulso, por cerca de 20 segundos. Depois, seque bem com papel descartável. Se não houver água e sabonete, você pode usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.

Também é recomendado higienizar as mãos com álcool em gel após tocar em superfícies compartilhadas, como corrimãos, maçanetas, barra de ônibus, dentre outros.

Outro hábito a ser incorporado na rotina é evitar, com as mãos sujas, toques no rosto e em áreas de mucosa, como olhos, nariz e boca. Ao espirrar e tossir, deve-se usar a parte interna do cotovelo para evitar a dispersão de micro-organismos no ambiente, e limpar o rosto com um lenço descartável, que deve ser colocado imediatamente no lixo.

As máscaras são indicadas a qualquer pessoa que manifeste sintomas gripais, como tosse, espirros e coriza, independente de ser ou não coronavírus, pois os itens ajudam a evitar a dispersão de gotículas de saliva. Porém, elas não têm eficácia de evitar a infecção.

Para prevenir infecções desse tipo, deve-se evitar aglomerações, espaços fechados e contato físico com pessoas com sintomas gripais. Também é recomendado não compartilhar objetos como canudos, talheres, bombas de tereré e chimarrão, piteiras e narguilés.

Por fim, a limpeza de ambientes e superfícies pode ser feita com facilidade usando-se produtos comuns de limpeza, como álcool 70%, água sanitária e desinfetantes em gera



midiamax

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Previous post Como seria se… todo mundo resolvesse andar de carro durante uma pandemia – 17/03/2020
Next post Amazon aumenta salários e contrata 100 mil para suprir demanda