Read Time:1 Minute, 53 Second

Sem evolução no quadro clínico, gêmeas siamesas continuam em estado grave

0 0

SANTA CASA

Sem evolução no quadro clínico, gêmeas siamesas continuam em estado grave

Irmãs nasceram unidas pelo tórax e abdômen

10 JAN 20 – 15h:34GLAUCEA VACCARI E THIAGO GOMES

Maria Júlia e Luna Vitória, gêmeas siamesas que nasceram unidas pelo tórax e abdômen, continuam internadas em estado grave na Santa Casa de Campo Grande, e o quadro segue estável, sem alterações, segundo informou a assessoria de imprensa do hospital, nesta sexa-feira (10). As irmãs nasceram no dia 3 de janeiro e cirurgia de separação ainda não é cogitada.

Médicos da equipe multiprofissional responsável pelas siamesas informaram, nesta semana, que elas têm pulmões e corações separados e, devido à raridade e complexidade do caso, os resultados dos testes já feitos não são precisos, mas apenas dão pistas sobre o caso e muitas das características dos siameses são descobertas na mesa de cirurgias durante a separação.

Bebês estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, respiram com ajuda de aparelhos e recebem os nutrientes necessários para sobrevivência pela veia.

Elas estão sendo assistidas por enfermeiros, fisioterapeutas e médicos de sete especialidades diferentes e também recebem doses de antibióticos para evitar infecções, estão sedadas e todos os dias fazem uma série de exames para iluminar cada vez mais o caso.

Esse artigo foi útil para você?

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.



CORREIO DO ESTADO

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Previous post Família do Paraná procura por jovem de 20 anos que sumiu em MS
Next post Polícia Federal diz que filas no posto de imigração em Corumbá são pontuais