Read Time:2 Minute, 36 Second

Gravação mostra curdos jogando pedras contra comboio russo-turco na Síria em 2019

0 0

Após os Estados Unidos abaterem o general do Irã Qassem Soleimani em território do Iraque – elevando as tensões entre os três países -, um vídeo em que adultos e crianças lançam pedras contra veículos militares passou a circular nas redes sociais. Segundo publicação viralizada, as imagens mostram cidadãos iraquianos hostilizando soldados norte-americanos. O vídeo é, no entanto, de 2019 e mostra curdos apedrejando um comboio russo-turco na Síria.

Captura de tela feita em 6 de janeiro de 2020 mostra publicação no Facebook

“Povo iraquiano rechaça tropas estadunidenses”, dizia a legenda do vídeo, já apagado, compartilhado mais de 700 vezes no Facebook desde 5 de janeiro – data em que o Parlamento do Iraque aprovou uma resolução pedindo a expulsão de tropas dos Estados Unidos do país.

No Instagram, também circulam postagens similares em portugués e em espanhol.

A medida foi uma resposta ao ataque aéreo conduzido por Washington em Bagdá no último dia 3 de janeiro que matou o general iraniano Qassem Soleimani, líder da Guarda Revolucionária do Irã, e o líder paramilitar iraquiano Abu Mehdi al-Muhandis. 

O vídeo viralizado não tem, no entanto, relação com as recentes tensões entre Estados Unidos, Irã e Iraque.

Uma busca reversa por capturas de tela da gravação no motor Yandex leva a reportagens escritas em russo que identificam os militares como integrantes das Forças Armadas da Turquia e os civis que atiram pedras, como manifestantes curdos.

Uma nova busca, desta vez no Google, pelas palavras-chave “manifestantes curdos” “pedras” e “soldados turcos” leva, entre otros resultados, a uma matéria da AFP que descreve cenário semelhante ao reportado nas matérias russas: em 8 de novembro de 2019 um grupo de curdos lançou pedras contra blindados de uma patrulha russo-turca em represália à sua presença na região de Maabda, na Síria.

O caso foi reportado em vídeo e fotos (1, 2, 3) pela AFP. Uma comparação entre a gravação viralizada e as imagens filmadas pela France-Presse permitem confirmar que se trata do mesmo momento, como destacado abaixo:

Comparação entre capturas de tela do vídeo viralizado publicado no Facebook (à esquerda) e vídeo da AFP (à direita)

A manifestação, que terminou com a morte de um civil atropelado por um dos veículos militares, foi noticiada por diversos outros veículos (1, 2, 3).

Aproximadamente um mês antes de quando as imagens foram gravadas, a Turquia havia iniciado uma ofensiva no norte da Síria contra a milícia curda Unidades de Proteção Popular (YPG), seguindo a retirada de tropas norte-americanas do local. A operação foi suspensa após um acordo entre Ancara e Moscou, que passaram a patrulhar conjuntamente a região, contra a vontade de habitantes curdos.

Em resumo, é falso que o vídeo viralizado mostre cidadãos iraquianos lançando pedras contra militares dos Estados Unidos. A gravação, que voltou a circular em meio à recente tensão entre EUA, Irã e Iraque, foi filmada em 8 de novembro de 2019 e mostra manifestantes curdos apedrejando um comboio conjunto da Turquia e da Rússia na Síria.

cgnews
https://checamos.afp.com/sites/default/files/styles/twitter_card/public/medias/factchecking/brasil/capa2_17.png?itok=RYBpeGnl

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Previous post Estado de saúde de gêmeas siamesas nascidas em Campo Grande é grave
Next post Astrônomos rastreiam sinal de rádio no espaço e chegam a origem misteriosa – 07/01/2020