Read Time:54 Second

‘Estava na igreja. Quando cheguei o corpo já estava no chão’, diz mãe de pintor morto quan…

0 0

https://s2.glbimg.com/_JzBEpNSU2vRYzd-DnksiYq-3Tg=/1200x/smart/filters:cover():strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2020/R/s/VFdbqLQAuDV66F2mgAcw/whatsapp-image-2020-01-15-at-07.20.01.jpeg

Ela diz que não sabe detalhes do homicídio, mas conta que o filho estava com a namorada e que o suspeito e ele eram conhecidos, costumavam beber juntos, mas tinham desavenças. “Não sabia que ia chegar a esse ponto. Não tinha necessidade dessas coisas né?”

A mulher de 53 anos pede justiça. “Ele [o suspeito], deixou os filhos do Bruno órfãos. São crianças pequenas”. Ela lembra ainda que o filho estava tentando mudar o comportamento. “Arrumou namorada, estava mais tranquilo, ficava mais em casa”.

Bruno andava de skate quando três homens em duas motos se aproximaram. O passageiro de uma delas desceu já esfaqueando a vítima, que morreu no local.

A namorada de Bruno estava com ele, mas, segundo a mãe, no momento do homicídio ela teria ‘corrido’. Os suspeitos foram identificados, mas até a publicação desta reportagem não tinham sido encontrados.

G1

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Previous post Bombeiros vão flexibilizar vistorias,que serão atualizadas pela internet
Next post O pequeno roedor que pode ser chave para viagens interestelares – 15/01/2020