Read Time:4 Minute, 14 Second

Estado desativa 45 turmas de curso para jovens com atraso na aprendizagem

0 0

AJA/MS

Estado desativa 45 turmas de curso para jovens com atraso na aprendizagem

Secretaria afirma que alunos que estiverem em turmas encerradas poderão recorrer a outras unidades

2 JAN 20 – 12h:21DAIANY ALBUQUERQUE

O governo do Estado encerrou o andamento de 45 turmas do curso Avanço do Jovem na Aprendizagem em Mato Grosso do Sul (AJA/MS), que tem por objetivo levar ensino a estudantes entre 15 e 17 anos, com distorção de idade/escolaridade e que não concluíram o ensino fundamental.

A desativação do curso foi publicado na edição desta quinta-feira (2) do Diário Oficial do Estado. Conforme nota da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Educação (SED), a maioria das turmas desativadas já concluíram suas atividades em 2019.

Porém, a secretaria também confirmou que uma parte, “em menor quantidade”, foi encerrada pela gestão durante seu andamento. A assessoria não informou, entretanto, qual seria a quantidade dessas turmas. Para esses alunos a SES informa que as aulas “serão ofertadas em outras unidades escolares, uma vez que o projeto é voltado para a correção de fluxo dos estudantes da Rede Estadual de Ensino (REE) e atende jovens de diferentes localidades. Vale salientar que a mudança na oferta do AJA será em casos pontuais e acontece antes do início da formação das turmas para este ano de 2020”.

Apenas no ano passado a Rede Estadual e Ensino foi responsável por atender 6.3 mil estudantes no Avanço do Jovem na Aprendizagem, de acordo com dados da secretaria. Para 2020 ainda não há quantidade de alunos a serem atendidos.

Entre as 45 turmas que não ofertarão mais o curso está a Escola Estadual Profª Célia Maria Náglis, localizada no bairro Moreninhas, região sul de Campo Grande. Na instituição as aulas para as turmas do ensino fundamental não serão mais feitas.

Também foram desativadas as turmas do ensino fundamental nas escolas: Escola Estadual 31 de Março, sediada em Juti; Escola Estadual Aral Moreira, em Antônio João; Escola Estadual Hermelina Barbosa Leal, em Cassilândia; Escola Estadual 13 de Maio, em Eldorado; Escola Estadual Chico Mendes, em Água Clara; Escola Estadual Mendes Gonçalves, em Ponta Porã; Escola Estadual Antônio Valadares, em Terenos; Escola Estadual Frei Vital de Garibaldi, Aparecida do Taboado; Escola Estadual Octacílio Faustino da Silva, em Corumbá; Escola Estadual 13 de Maio, Deodápolis; Escola Estadual Guimarães Rosa, em Sete Quedas; Escola Estadual Profª Catarina de Abreu, Sidrolândia; Escola Estadual João Dantas Filgueiras, em Três Lagoas; Escola Estadual Roberto Scaff, em Anastácio; Escola Estadual Senador Filinto Müller, em Angélica; Escola Estadual Profª Marly Russo Rodrigues, Aquidauana; Escola Estadual Braz Sinigáglia, Batayporã; Escola Estadual Dr. Joaquim Murtinho, Bela Vista; Escola Estadual Augusto Krug Netto, em Chapadão do Sul; Escola Estadual Carlos de Castro Brasil, em Corumbá; Escola Estadual Eneil Vargas, Coronel Sapucaia; Escola Estadual Santos Dumont, em Costa Rica; Escola Estadual Rodrigues Alves, Itaporã; Escola Estadual Cel. Juvêncio, em Jardim; Escola Estadual Manoel Ferreira de Lima, em Maracaju; Escola Estadual Antônio Fernandes, Naviraí; Escola Estadual Padre Anchieta, Nova Andradina; Escola Estadual Aracilda Cícero Corrêa da Costa, Paranaíba; Escola Estadual Eduardo Batista Amorim, em Ribas do Rio Pardo; e Escola Estadual Afonso Pena, na cidade de Três Lagoas.

Já pelo ensino médio o governo desativou o funcionamento nas seguintes instituições: Escola Estadual Frei Vital de Garibaldi, em Aparecida do Taboado; Escola Estadual Profª Marly Russo Rodrigues, em Aquidauana; Escola Estadual Dr. Joaquim Murtinho, em Bela Vista; Escola Estadual Carlos de Castro Brasil, de Corumbá; Escola Estadual Rodrigues Alves, em Itaporã; Escola Estadual Cel. Juvêncio, em Jardim; Escola Estadual Antônio Fernandes, em Naviraí; Escola Estadual Afonso Pena, em Três Lagoas; Escola Estadual Chico Mendes, em Água Clara; Escola Estadual Roberto Scaff, Anastácio; Escola Estadual Braz Sinigaglia, Batayporã; Escola Estadual Hermelina Barbosa Leal, Cassilândia; Escola Estadual Augusto Krug Netto, Chapadão do Sul; e Escola Estadual Mendes Gonçalves, em Ponta Porã.

As aulas deste ano para as turmas ainda ativas, tanto na etapa do ensino fundamental, quanto médio, terão início no dia 17 de fevereiro, de acordo com calendário também publicado nesta edição do Diário Oficial.

Esse artigo foi útil para você?

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.



CORREIO DO ESTADO

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Previous post Vizinho se incomoda com fogos e atira cinco vezes em portão de casa
Next post Homem é preso por atirar na casa do sobrinho, em MS