Read Time:2 Minute, 39 Second

Covid-19 pode acelerar epidemia de demência no mundo

0 0

Cerca de 50 milhões de pessoas sofrem demência (Crédito: Divulgação / CENIE)

A pandemia de covid-19 deve provocar o aumento no índice de pessoas com demência no mundo. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), há hoje, no planeta, 50 milhões de pessoas vivendo com demência. Esse número deve ultrapassar 150 milhões em 2050.

O neurologista especializado em demência e professor da Universidade São Camilo, Fábio Porto, alerta sobre o impacto negativo da pandemia sobre a saúde cognitiva dos pacientes. Em entrevista à BBC News Brasil, o médico falou da importância de se falar sobre a demência, doença tratada como tabu.

De acordo com o neurologista, o ser humano é um animal social e não foi programado para viver em isolamento. “A obrigação de nos isolarmos causa grande estresse”, disse.

+ Onda de covid-19 na Malásia ameaça prolongar escassez global de chips

Porto explicou que a reserva cognitiva é como um banco de ideias, conhecimentos, saberes e afetos acumulados ao longo da vida. “Quanto mais acumulamos, mais temos recursos para resistir quando uma doença degenerativa se instala no nosso cérebro.”, disse o médico.

Em quem teve covid, as pesquisas mostraram uma grande prevalência de declínio cognitivo.  “O distúrbio cognitivo pode ser leve. A pessoa fica mais desatenta, menos motivada, mais indecisa ou pode apresentar demência.”

O especialista ressalta que é preciso proteger os idosos desses efeitos negativos e a inclusão digital pode ajudar a solucionar o problema. “Temos de promover a inclusão digital, a estimulação cognitiva e o exercício físico entre os idosos. A inclusão digital do idoso vai permitir o contato, mesmo que à distância”, explicou.

Atividades em grupo que atuam sobre a função cognitiva também podem ajudar no acompanhamento dos idosos. “Tudo o que é coletivo e estimula a cognição é válido. Bingo, jogos, filme, conversa e música. Estímulo cognitivo atrelado a alguma coisa que dê prazer”, completou o médico.

Veja também

+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil

+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”

+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais

+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo

+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte

+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago




cgnews
https://www.istoedinheiro.com.br/wp-content/uploads/sites/17/2021/08/pexels-andrea-piacquadio-3921418-e1630260704348.jpg

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Previous post VÍDEO: quando o gás intestinal, ou o famoso pum, deve ser motivo de preocupação?
Next post Por que teremos que reaprender a socializar depois da pandemia