Read Time:1 Minute, 23 Second

Brasileiros que trabalham na Bolívia desistem de atravessar fronteira com receio de não vo…

0 0

https://s2.glbimg.com/DQ3VVm3DqeekwjibCcnsze7cisg=/1200x/smart/filters:cover():strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2020/J/D/vOzN0ZTJG3mPXytdLfBQ/whatsapp-image-2020-03-20-at-09.49.08.jpeg

Brasileiros que estudam medicina e trabalham em hospitais da Bolívia, desistiram de atravessar a fronteira nesta sexta-feira (20). O receio deles é não conseguir voltar para casa, em Corumbá, devido ao fechamento da fronteira entre os dois países, em prevenção à disseminação do coronavírus, causador da Covid-19.

Túlio Pereira é um dos integrantes do grupo. Ele conta que faltam dois meses para concluir o curso de medicina, em Santa Cruz de La Sierra, e trabalho em um hospital de Porto Soares, a 11 quilômetros da fronteira.

O estudante saiu do trabalho na manhã de quinta-feira (19). “Atravessei normalmente”. No início da noite, a fronteira foi fechada. Militares com termômetros verificavam se as pessoas tinham febre ou sintomas de gripe e todas tinham que responder a um questionário sobre a cidade de origem.

Na manhã desta sexta-feira (20), como muitos já sabiam da situação, o clima era mais tranquilo. Porém, todos eram parados. Túlio e os colegas ficaram cerca de duas horas na fronteira e optaram por voltar para Corumbá. “Por causa da dificuldade em cruzar. Com receio de não poder voltar depois”.

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 11h35 desta sexta-feira (20), 651 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 23 estados e no Distrito Federal. São sete mortes no Brasil, duas no Rio de Janeiro e cinco em São Paulo, onde o Ministério da Saúde registrou apenas quatro mortes.

G1

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Previous post Primeiro dia após decreto que corta passes gratuitos ainda tem ônibus lotados
Next post Neozelandesa cria dedo acional com prótese feita em impressora 3D – 20/03/2020